Início » Entrevista – Frescobol Dedicação

Entrevista – Frescobol Dedicação

Frescobol

Patrimônio imaterial da Cidade do Rio de Janeiro.

fale conosco

Instrutores perto de Você

A.F.R.O.

Coração Valente

Arena Pôr do Sol da Lagoa

Viciados por Frescobol

Garagem Búzios

Arena Araruama

Itacoatiara FrescobolArte

G-FIG

ACAFRE

Arena Santista

Arena Praia Grande-SP

ASFRET – ASSOCIAÇÃO DE FRESCOBOL DE TAMBAÚ

Equipe Olinda – PE

Arena Candeias PE

Equipe São Luís – MA

FamiliaFrescobol-Salvador-BA

FamiliaFrescobol – Brasília

Amigos Apaixonados pelo Frescobol – Salvador-BA

Vilas do Atlântico

Frescobol London

FRESCOBOL GREECE

Frescobol Portugal

Frescobol Itália

Estatísticas do Portal

  • 94.808 Visitantes

Confira uma entrevista realizada com o Idealizador do Projeto Coração ValenteAtleta do Ano de 2016 premiado pela Associação Brasileira de Frescobol (ABRAF).

Jefferson Leal deixa seu recado no Portal MaisFrescobol!


MAISFRESCOBOL –  Fale sobre sua trajetória no frescobol: o início, a evolução como atleta até a conquista como atleta do ano de 2016 pela ABRAF.

Jefferson Leal: Tive o primeiro contato com o frescobol bem novo, mais ou menos 10 anos, na orla da Lagoa de São Pedro da Aldeia, minha cidade de criação. Foi com meu pai os primeiros passos, que jogava um carioquinha nato naquela época. Mas voltei a jogar de fato com 22 anos na Praia do Forte em Cabo Frio e finalmente evoluí bastante quando me mudei pra Niterói e conheci a galera do paraíso chamado Itacoatiara. A partir do meu projeto Coração Valente é que comecei a levar muito a sério o esporte que tanto amo e conquistei o título de Trincas em 2016 ao lado de Marquinhos e Niltinho e nesse mesmo ano por conta do meu trabalho em prol da disseminação do frescobol e da minha evolução ganhei o prêmio de Atleta do Ano ABRAF.

MAISFRESCOBOL – O que é e o que representa em sua vida o Projeto Coração Valente? Quais dificuldades enfrentadas?

Jefferson Leal: Representa tudo !!!! Foi quando frescobol tomou conta da minha vida de vez, que logo após a minha cirurgia cardíaca em 2012, passei a utilizar o esporte em conjunto com meu trabalho social que eu já fazia e então fundei o Projeto Social de Frescobol Coração Valente, que sem fins lucrativos sempre visou levar o frescobol a todos, sem discriminação e independente da idade. Surtiu tanto efeito que hoje o projeto é Bi-campeão Brasileiro na categoria Amador Masculina: 2015 – Marcos Lemos e Rodrigo Gomes e 2016 – Fábio Cimbra e Doca Paranhos. Dificuldades ????? Todas !!! Desde ajuda financeira para se manter um projeto fixo, como compra de materiais, manutenção de redes, entre outras coisas, até patrocínio para os atletas formados ou treinados pelo projeto, possibilitando a participação dos mesmos nos eventos do Circuito Nacional. Hoje nós atletas é que arcamos com todas as despesas, seria muito bom se tivéssemos apoio financeiro para divulgarmos ainda mais a visão do Coração Valente, pois acredito que através do esporte podemos formar e transformar o caráter.

MAISFRESCOBOL –  Qual a importância das Arenas de Frescobol na disseminação e evolução do Frescobol??

Jefferson Leal: Sem dúvidas a grande máxima das arenas autorizadas e cercadas de redes de proteção é a segurança aos banhistas. Com isso desmarginalizamos o frescobol praticando-o de forma segura. Quem passa e visualiza a prática esportiva ordenada, percebe que naquele local há organização, podendo assim chamar a atenção de mais adeptos ao esporte, disseminando cada vez mais. Quando a evolução em relação às arenas é notório, visto que as pessoas procuram esses espaços para de fato treinar se divertindo e não apenas jogar. Prova disso são os vários atletas amadores campeões, oriundos de arenas fixas como Coração Valente, AFRO e FAR.

Ganhador do Torneio de Trincas 2016 ao lado de Niltinho e Marquinhos!

MAISFRESCOBOLPara você, o que ainda falta acontecer no Frescobol?

Jefferson Leal: Falta no Frescobol, em primeiro lugar, pessoas visionárias, como estão aparecendo aos poucos. Em segundo lugar, a guerra de egos atrapalha e muito a evolução do esporte. Pra finalizar eu deixo uma pergunta: “O QUE VOCÊ TEM FEITO DE VERDADE EM PROL DO FRESCOBOL?”