Início » CoraçãoValente

CoraçãoValente

Frescobol

Patrimônio imaterial da Cidade do Rio de Janeiro.

fale conosco

Instrutores perto de Você

A.F.R.O.

Coração Valente

Arena Pôr do Sol da Lagoa

Viciados por Frescobol

Garagem Búzios

Arena Araruama

Itacoatiara FrescobolArte

G-FIG

ACAFRE

Arena Santista

Arena Praia Grande-SP

ASFRET – ASSOCIAÇÃO DE FRESCOBOL DE TAMBAÚ

Equipe Olinda – PE

Arena Candeias PE

Equipe São Luís – MA

FamiliaFrescobol-Salvador-BA

FamiliaFrescobol – Brasília

Amigos Apaixonados pelo Frescobol – Salvador-BA

Vilas do Atlântico

Frescobol London

FRESCOBOL GREECE

Frescobol Portugal

Frescobol Itália

Estatísticas do Portal

  • 98.796 Visitantes

Projeto de Frescobol Coração Valente

coracao_valente

O INÍCIO

Meu nome é Jefferson Leal

valent011

e sou idealizador do Projeto Social de Frescobol Coração Valente, inaugurado em novembro de 2014, as atividades tiveram início na cidade de Arraial do Cabo e logo após se estabeleceu nas areias da praia do centro de São Pedro da Aldeia, mais precisamente em frente a rodoviária da cidade. Sou da categoria profissional da Associação Brasileira de Frescobol (ABRAF) desde 2013 e com a ajuda dessa instituição, um projeto foi elaborado e apresentado às duas prefeituras citadas. Contamos inicialmente com o apoio de patrocinadores de cota única para compra do material necessário e das prefeituras que formalizaram as liberações dos espaços para que a atividade pudesse acontecer sem problemas.

Temos hoje o apoio das Campeãs Mundiais da modalidade (Camila Sayure e Silvia Silva) que se tornaram “madrinhas” do projeto, a fim de se fazer uma ampla divulgação do mesmo no intuito de captação de recursos financeiros para sua manutenção, o que ainda não conseguimos, portanto todo recurso usado neste momento sai do meu bolso e de doações de materiais que outros profissionais fazem (bolas e raquetes usadas). Elas levaram o nome do projeto para Cancun no México onde aconteceu o Mundial em março/2015 e posteriormente para o Japão onde foram convidadas para fazerem apresentações do nosso esporte que é genuinamente brasileiro e que foi reconhecido como patrimônio imaterial do Rio de Janeiro em 09 de fevereiro de 2015 (http://oglobo.globo.com/rio/frescobol-se-torna-patrimonio-imaterial-do-rio-15286898).

O NOME

O nome do projeto partiu do meu apelido no meio do frescobol (coração valente), pois há quase quatro anos, fui submetido a uma cirurgia cardíaca bem sucedida, onde os médicos que descobriram meu problema ficaram perplexos informando-me que pelas estatísticas cardiológicas, mais de 80% das pessoas morrem antes dos 18 anos se não operarem quando crianças, então perguntei a médica chefe da clínica porque eu ainda estava vivo e ela respondeu que cientificamente não sabia me explicar e que se eu estava vivo ainda era porque algo eu tinha que fazer nesse mundo. Meu pediatra não detectou o problema, então só foi descoberto quando eu tinha 32 anos. Foram detectados, através de cinco exames específicos, dois furos que ligavam os átrios e os ventrículos (CIA e CIV), misturando parte do sangue arterial ao venoso e em prática esportiva ou qualquer atividade eu chegava a desmaiar. O menor furo era o mais perigoso que me ameaçava em 85% de chances de usar marca-passo a partir da cirurgia, o que me obrigaria a parar minha atividade física que tanto amo. Mas um milagre aconteceu e um dia antes da cirurgia foi me revelado que um furo estava curado e foi justamente o menor. Ainda incrédulo fui para a cirurgia e quando voltei para revisão com meu cirurgião depois de 18 dias, ele me abraçou e com lágrimas nos olhos disse que eu tinha tido mais uma chance e que eu a aproveitasse. Hoje entendo porque os dois furos não foram curados de uma só vez, porque toda vez que me olho no espelho de manhã eu vejo a cicatriz no meu peito e lembro que eu tenho uma missão a cumprir, por isso eu fiquei no mundo. Desde então faço um trabalho social, arrecadando alimentos e roupas para famílias carentes até chegar ao projeto de frescobol, dando mais uma oportunidade de lazer e atividade física para as pessoas sem fins lucrativos, não é cobrado nenhum valor aos alunos.

FUNCIONAMENTO

Praia do Centro – SPA: hoje o projeto funciona fixo apenas na praia do centro de São Pedro, em frente à rodoviária as terças e quintas a partir das 16h, durante minha folga de 14 dias, pois trabalho embarcado.

Creche-escola Patotinha da Aldeia: Uma visita na folga a essa instituição que cuida de crianças carentes no bairro Balneário também sem fins lucrativos, onde 30 crianças são alcançadas pela atividade.

Desafio Jovem – Centro de apoio a dependentes químicos: outra visita na folga a essa instituição que presta apoio a quem quer se livrar de vícios como alcoolismo e uso de drogas na Rua do Fogo, onde 25 homens são alcançados com a atividade.

Mas todas essas atividades demandam custos, mas mesmo não tendo nenhum apoio financeiro sigo com minha batalha.

O OBJETIVO

O grande objetivo é incentivar pessoas a pratica do esporte, dando mais uma opção de lazer e atividade, não importando a idade, pois todos podem aprender a jogar. No projeto eles têm a noção básica dos movimentos, noções de segurança como onde se pode jogar e em que horário, respeitando-se a legislação que trata da prática esportiva em praias. Além de acreditar que o esporte é fator importante na formação e na transformação de caráter, ainda mais em uma modalidade em que você não tem um adversário a sua frente e sim um parceiro, pois para que o jogo tenha sucesso um tem ajudar o outro.

Inicialmente não tinha a ideia de formar atletas, mas o projeto tomou proporções maiores e os alunos se interessaram pela competição e hoje temos a dupla Campeã Brasileira 2015 no Coração Valente, são eles Marcos Lemos e Rodrigo Gomes, dois irmãos de Arraial do Cabo de 19 e 14 anos respectivamente, uma grande conquista para um projeto sem fins lucrativos, além da dupla que já foi Campeã de 2 etapas do Circuito 2016, Fabio Cimbra e Doca, buscando o título até o fim do ano. Outro marco para o projeto é que batemos o recorde de inscrições na categoria amador da I Etapa do Brasileiro de Frescobol 2016 – Fest Verão em São Pedro da Aldeia nos dias 12 e 13 de março, com nada mais nada menos que 13 duplas.

LINKS SOBRE O PROJETO:

Atletas do Projeto, Fabio Cimbra (Saquarema) e Doca Paranhos (Cabo Frio), Campeões da 1ª e 2ª Etapas do Circuito Brasileiro ABRAF 2016 (São Pedro da Aldeia e Pepê-Barra da Tijuca, respectivamente): https://www.youtube.com/watch?v=5kMgWeHNing